Com elaborar um roteiro para os vídeos da sua empresa

O uso de vídeos cresce cada vez mais, para diversos fins, principalmente  como estratégia de marketing nas redes sociais e exatamente por isso vamos falar sobre como elaborar um bom roteiro. Justamente por conta da popularidade desse recurso, hoje os vídeos são  usados para divulgar empresas,  marcas e produtos,  jornalismo independente, vídeo aulas, entretenimento, enfim, o campo de atuação é extenso.  Em síntese, para alcançar o objetivo do vídeo é fundamental  criar um bom roteiro .

Por conta disso, nesse artigo vamos  abordar formas de como elaborar um roteiro para os vídeos de sua empresa, e deixar seu conteúdo mais interessante, dinâmico e ainda aumentar sua produtividade.

 

Ao se pensar em produzir vídeos, geralmente, a primeira preocupação é direcionada para os equipamentos necessários, tais como câmera, iluminação adequada, microfones e ambiente. No entanto,  antes disso é fundamental planejar e produzir um bom roteiro.  Siga os passos que elaboramos:

 

Primeiro passo: Planejamento para o roteiro para vídeos

Uma maneira objetiva e eficiente de elaborar qualquer planejamento, principalmente de roteiro de vídeo, é definir pontos importantes tais como:

– objetivo do vídeo

– público alvo

– mídia de exibição

– tipo de vídeo

Em síntese, o roteiro será mais assertivo, com tema bem definido, duração do vídeo adequado, em quais espaços será veiculado, focado do espectador certo.

Inclusive faz parte desse planejamento escolher o tipo de roteiro mais adequado.

 

Segundo passo:  escolha do tipo de roteiro

Existem tipos bem variados de roteiro de vídeo, mas como o foco aqui são vídeos empresariais, ou seja, vídeos marketing existem os mais específicos.

Relacionamos três modelos de roteiro de vídeo que funcionam bem para qualquer produção de marketing:

1. Roteiro de texto direto

Aqui apresentamos um modelo   em  texto corrido. Ele descreve tudo o que será exibido no vídeo de forma simples, como em uma redação.

O roteiro de texto direto descreve todas as falas do vídeo, seja uma narração ou uma cena de diálogo, por exemplo.

2. Roteiro técnico

Nesse caso, dividimos o roteiro de vídeo entre duas colunas: áudio e vídeo. Alguns roteiristas adicionam uma terceira coluna, indicando a duração de cada cena.

Esse tipo de roteiro é ótimo para pensar e imaginar cada propriedade do vídeo a ser produzido, principalmente se o roteirista não participa dos processos posteriores de produção e edição.

3. Roteiro de cinco colunas

Essa é uma boa opção para  um video mais detalhado, porém simples e direto.  As cinco colunas ordenam os seguintes aspectos:

  • Número da cena;
  • O texto falado;
  • Indicação da fonte da fala;
  • Letterings (todo texto que aparece graficamente na tela);
  • Descrição de cena.

Terceiro passo:  produção do roteiro

A maneira mais comum para dividir um roteiro é através de cenas. Antes de qualquer coisa, procure adicionar algum dinamismo a seus vídeos, seja filmando em locações diferentes, usando duas ou mais câmeras para mostrar dois pontos de vista ou alternar seu vídeo com você falando para a câmera, depois usando animações, fotos e até mesmo a filmagem da tela do seu computador para complementar.

Para vídeos do canal do Youtube é bom usar  takes explicando o assunto com imagens que ilustram bem os conceitos que, para prender a atenção do espectador.

 

Aspectos importantes:

 

  • Considere uma nova cena sempre que mudar de cenário, de figurino, de tempo ou até de assunto.
  • Cada cena deve ter  com um cabeçalho que tenha as seguintes informações: o que será gravado naquela cena, figurino, duração, etc.
  • Defina em que local será gravada a cena
  • Especifique qual horário, de dia ou de noite, levando em consideração a iluminação.
  • A cada mudança, escreva uma nova cena com seu respectivo cabeçalho.
  • Controle de tempo: importante equilibrar a cena com a locução, para uma não acabar antes da outra.
  • Existem ferramentas gratuitas que ajudam a testar a locução e avaliar se o texto está adequado para o tempo da cena. Como exemplo, a Copywritely, uma calculadora de palavras.
  • Pode dividir o roteiro em cenas para ficar mais flexível na hora da edição final.
  • A palavra que mais gostamos de escutar é o nosso nome. E depois dela, a palavra “você”. Portanto, usar “você” e “seu ou sua”são boas maneiras de engajar ainda mais sua audiência.
  • Enfim, mantenha seu conteúdo o mais pessoal possível para instigar as emoções do seu público.

Após ler esse artigo ficou com alguma dúvida sobre esse tema? Se ficou, deixa aqui nos comentários para que possamos lhe atender.

 

Consultoria Completa para sua empresa

Comentários