Quando falamos sobre e-commerce e marketplace, fica claro pra você os dois conceitos?

Sabemos que com o advento da internet, hoje é possível negociar, comprar e vender independente de onde esteja o vendedor e o comprador. Por esse motivo, muitas empresas têm investido em negócios pela internet ou, vendas online.  Além disso, vale lembrar que os custos são bem atrativos, uma vez que não se precisam ter despesas com alugueis, instalações físicas, equipes de vendas e muitos outros. Portanto, com custos mais baixos, consequentemente a margem de lucro cresce.

Uma vez definido que seu negócio será online, ou sua loja será virtual, cabe escolher qual caminho seguir, levando em conta que existem vários.

Nesse artigo vamos apresentar o que é e quais as principais diferenças entre o e-commerce e o marketplace.

O que é e-commerce?

O e-commerce é uma loja online tradicional, também conhecida como loja virtual,  onde a empresa  vende seus produtos, assumindo toda a operação  logística, desde a compra até a entrega. Ou seja, nesse modelo a negociação é direta entre a loja virtual e o cliente final. Outra característica do e-commerce é que loja só vende o que ela tem em seu estoque próprio e o que faz parte do seu catálogo de produtos.

Muitas pessoas entendem  que qualquer forma de venda online pode ser chamada de e-commerce, mas isso não é verdade. A palavra em inglês e-commerce, que podemos traduzir como comércio eletrônico, pode ser definido como um tipo de venda feita por meio do uso da internet seja ela por site, plataforma ou aplicativos.

Mas o que realmente difere o e-commerce de outras categorias, como veremos mais à frente, o Marketplace, é o fato de se tratar apenas uma empresa vendendo o produto, seja ela revendedora ou fabricante.

O que é marketplace?

Aqui também estamos falando de comércio online,  ambiente virtual. No entanto se difere totalmente do e-commerce.  São plataformas online que reúnem produtos de diversas lojas, oferecendo uma gama muito mais ampla de itens.

O consumidor compra da marca que é dona do varejo digital, ou seja, daquele site, porém, os produtos são de outras marcas. Em outras palavras, o marketplace é como se fosse uma grande vitrine em que diversas empresas expõem seus itens. Uma boa analogia seria como um Shopping Center virtual, onde no mesmo espaço encontramos diversos produtos de diversas marcas e fornecedores diferentes.

No marketplace temos duas vertentes: o acesso do lojista e o acesso do cliente. Desse modo, o vendedor de determinada loja tem a possibilidade de personalizar as mercadorias ofertadas e o consumidor visitar a loja que deseja. O marketplace nada mais é que um serviço ofertado aos que querem ter uma plataforma em comum para oferecer seus produtos.

 

Principais diferenças entre marketplace e e-commerce

Custos

O investimento é fundamental na hora de iniciar um negócio. No caso do E-commerce, a marca será responsável por contratar uma plataforma online e lidar com todo o processo logístico, principalmente o controle de estoque . Já no marketplace, existe uma empresa que se ocupa dessa infraestrutura, investimento em tecnologia, considerando que não existe estoque.

 

Segurança

Segurança de Dados é uma grande preocupação dos empreendedores online. No e-commerce próprio, a marca tem que contratar bons serviços de segurança, para garantir que os dados de seus consumidores não sejam roubados.  Por outro lado, no marketplace, essa responsabilidade é da empresa que administra o shopping virtual. Por essa razão, marcas desse modelo de negócio investem em soluções como SSL, criptografia de dados, selos de segurança, entre outros.

 

Marketing

Para um negócio digital, nada mais apropriado que o  Marketing Digital. Essa é a melhor estratégia de fazer com que as pessoas conheçam um negócio. Nesse sentindo, a maior diferença entre e-commerce e marketplace, é que no primeiro o marketing é todo direcionado ao próprio negócio. Ou seja, a visibilidade vai para a própria marca, que fica mais conhecida e tem condições de construir um bom relacionamento com sua audiência, de forma personalizada.

 

Já no marketplace, em contrapartida, o marketing é direcionado para promover sua própria marca. Por isso, algumas pessoas compram em um marketplace sem saber que, na verdade, os produtos ou serviços são vendidos por outras marcas. Entre os grandes cases de sucesso desse tipo de negócio, podemos citar: Amazon, Netshoes, Uber, Airbnb, Magazine Luiza, Lojas Americanas e muitos outros.

Se ficou alguma dúvida sobre esses dois modelos de negócio online, deixa seu comentário para que possamos lhe atender.

Comentários